Acontece no CBPF a 14ª edição das 'Atividades Formativas de Verão'

Acontece, no Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), no Rio de Janeiro (RJ), a ‘XIV Atividades Formativas de Verão’, que se estenderá até 25 de fevereiro próximo.

A organização desse já tradicional curso de verão – na forma de minicursos, bem como seminários e debates – é do grupo de pesquisa ‘Teoria de campos e partículas elementares’, do CBPF.

A edição deste ano comemorará os 50 anos da teoria eletrofraca.

"A ideia dos minicursos é que sejam verdadeiramente formativos, trazendo tópicos que, em geral, são pouco enfatizados ou não fazem parte dos programas dos cursos de graduação ou de pós-graduação. Já os seminários e debates têm caráter informativo, visando proporcionar atualização na área das interações fundamentais", diz o pesquisador titular do CBPF José Abdalla Helayël-Neto, um dos organizadores do evento.

 

Minicursos

A relação dos minicursos é a seguinte:

Curso 1: ‘Introdução à relatividade restrita’ (nível: graduação) – Célio Marques (IFES e CBPF);

Curso 2: ‘Teorias de gauge e cosmologias inomogêneas’ (nível: pós-graduação) – Nilo Serpa (CBPF);

Curso 3:  ‘Sistemas hamiltonianos vinculados’ (nível: graduação) – Gustavo Pazzini de Brito (CBPF);

Curso 4: ‘Aspectos fenomenológicos da cromodinâmica quântica’ (nível: pós-graduação) – Sebastião Alves Dias (CBPF);

Curso 5:  ‘Eletromagnetismo e topologia’ (nível: graduação e pós-graduação) – Armando Flávio Rodrigues (ICEx - UFF/Campus de Volta Redonda);

Curso 6:  ‘Espinores, quatérnions e twistors em física’ (nível: graduação) – José Abdalla Helayël-Neto (CBPF);

 Curso 7:  ‘O eletromagnetismo da luz’ (nível: graduação e pós-graduação) – Renato Doria (Quarks, Petrópolis);

Curso 8: ‘Tensores e cálculo vetorial’ (nível: graduação) – Luciana Ebani, Thalis Girardi e José Fernando Thuorst (CBPF);

Curso 9: ‘Formalismo da matriz densidade e o emaranhamento (nível: graduação) – Pedro Costa (CBPF).

 

Uma planilha (formato Exel) com os horários dos minicursos está aqui.

 

Seminários e debates

Nos dias 27 de janeiro, 3, 10, 17 e 24 de fevereiro, sempre das 16h30 às 18h30, haverá seminários e debates. Na primeira dessas atividades (27/01), serão discutidos os trabalhos teóricos seminais do físico norte-americano Sheldon Glashow (1961), do paquistanês Abdus Salam e do britânico John Ward (1963 e 1964), Steven Weinberg (1967) e Salam (1967), resultados que formam o ‘núcleo’ da teoria eletrofraca, ferramenta teórica que trata, de maneira unificada, dos fenômenos regidos tanto pela força eletromagnética quanto pela força fraca nuclear – esta última responsável por certos tipos de radioatividade.

Essas atividades serão realizadas no Auditório J. J. Giambiagi, no 3º andar, do Edifício César Lattes, prédio principal do CBPF.

Os dois primeiros seminários:

 Seminário 1, 27/01 (sexta-feira), às 16h30, no Auditório J. J. Giambiagi (3º andar),

‘Teoria eletrofraca, 50 anos: a crítica genética’,

por J. A. Helayël-Neto (CBPF).

Seminário 2, 03/02 (sexta-feira), às 16h30, no Auditório J. J. Giambiagi (3º andar),

‘Métodos e discussões sobre a estimativa das abundâncias de elementos químicos em astrofísica’,

por V. J. Peña Suárez (Observatório Nacional).

 

Os temas e os expositores das outras sessões serão divulgados ao longo do evento.