Grid Computacional

LCG: LHC (Large Hardron Collider) Computing Grid. Projeto lançado em 2002 no CERN (Centro Europeu de Pesquisas Nucleares) visando a criação de um grid computacional para armazenamento dos dados do LHC e execução de jobs de simulação e por parte de usuários em todo mundo. O LCG esta estruturado em camadas (Tiers) sendo o CERN Tier-0, grandes centros computacionais no mundo Tiers-1 ( o próprio CERN e também um Tier-1) e centenas de Tiers-2 em vários países em todo mundo. A idéia é dividir tarefas e replicar dados de forma que dados sejam armazenados e jobs executados de forma eficiente. No sentido de organizar dados e jobs, além de prover seguranca ao grid, foi criado o conceito de VO (Virtual Organization) sendo que, apenas seus membros podem submeter jobs ao grid e sites de grid podem dar suporte a VOs, recebendo seus jobs, ou seja, dando suporte a uma (ou várias) VOs. Em 2008, entrou em produção, o site de grid do CBPF, um Tier-2 que inicialmente recebia apenas jobs de simulação (Monte Carlo). O site de grid do CBPF, LCG.CBPF.br, hoje dá suporte a várias VOs, a saber, ligadas a física (LHCb, Fusion, Auger) e de outras áreas (BIOMED, ENMR; ambas da área de biociências). O site de grid do CBPF serve para a VO do LHCb como um Tier-2 que, além de rodar simulações (Monte Carlo) uma vez por ano funciona como um Tier-1, rodando "reconstructions" (tarefas até então exclusivas de Tier-1s) e mais recentemente, o site foi elevado ao patamar de Tier-2D onde serão armazenados dados tanto do próprio LHCb quanto seus usuários. Neste sentido, o site do CBPF está, em conjunto com o CERN, no projeto LHCone, um projeto liderado pelo CERN para interconeção de Tiers em todo o globo. O site de Grid do CBPF tem ainda todos os serviços críticos do ROC-LA (Regional Operations Centre - Latin America) que monitora e acompanha a "saúde" de todos os sites de grid da América Latina. Todos os shifts ROD(ROC-LA On Duty) são realizados pelo pessoal do CBPF.