Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Desconstruindo mitos relacionados ao emaranhamento quântico

Fernando de Melo

Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas 

 

   

 

Local: Auditório do 6o andar, no CBPF, rua Dr. Xavier Sigaud, 150, Urca, Rio de Janeiro (RJ)

Dia: 31 de outubro de 2017, terça-feira

Horário: 16h 

Entrada gratuita. Não servidores devem apresentar documento de identificação.

 

RESUMO

As leis da mecânica quântica, que regem o mundo microscópico, desafiam o nosso senso comum em vários aspectos. Em particular, o emaranhamento quântico, uma espécie de correlação possível entre partículas quânticas, é tema de grande discussão, despertando um fascínio tanto entre cientistas quanto no público leigo. Como mencionado por Eduardo Viveiros de Castro, pesquisador do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em colóquio no CBPF (04/07/2017), essa discussão se vale por vezes de parábolas, alegorias, que são muito semelhantes aos mitos indígenas. Nesse colóquio pretendo analisar o conceito de emaranhamento quântico e suas principais implicações de maneira simples, sem recorrer a mitos. No caminho espero desfazer algumas impressões errôneas comumente associadas a esse conceito.

 

BREVE CV

Fernando de Melo pesquisa Informação Quântica, mais especificamente o processamento de informação quântica em sistemas ruidosos. Os principais assuntos de pesquisa são: dinâmica de emaranhamento em sistemas abertos, transmissão de informação por canais quânticos ruidosos e simulação clássica de computação quântica. Tem graduação e mestrado em Física pela UNICAMP, e doutorado em Física pela UFRJ. Pós-doutorados na Alemanha, Bélgica e Holanda. Atualmente, é pesquisador adjunto no CBPF.

registrado em:
Fim do conteúdo da página