Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

LABDID - Laboratório Didático do CBPF

A divulgação dos princípios e aplicações da Física Moderna cumpre um papel importante para o entendimento e a desmistificação dos frutos da tecnologia atual e dos fenômenos naturais. Uma visão crítica do mundo, desde o ponto de vista de seus fundamentos, é crucial para construir uma sociedade ativamente envolvida com os seus problemas incluindo os de natureza social. Essa visão vem a ser importante para formar e estimular jovens na apreciação e na compreensão da Física Moderna. O Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), como um dos pioneiros na pesquisa em Física no Brasil, está numa posição privilegiada para participar do esforço de universalização do acesso à Física Moderna, colocando sua infra-estrutura e capacitação de seus quadros a serviço deste objetivo.

O Laboratório Didático do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas foi implementado em 2009 com o objetivo de promover o envolvimento do público não especializado e estudantes na discussão de conceitos relacionados à Física Moderna de forma empírica, relacionando com fatos do cotidiano, como a tecnologia, estimulando o pensamento abstrato e conclusões com base na metodologia científica, contribuindo assim para o esforço de inclusão social.

O Laboratório Didático dispõe de equipamentos para a realização de vários experimentos, tais como a medida da relação carga-massa do elétron, a medida da velocidade da luz, utilização da luz como portadora de informação, medida da radiação térmica, supercondutividade, o experimento de Franck-Hertz, medida da carga do elétron, difração de elétron, espectroscopia, gerador van der Graaff, difração da luz, efeito fotoelétrico, e outros. São práticas simples e visuais que envolvem conceitos e medidas de fronteira como a dualidade onda-partícula. Para ilustrar, na medida da relação carga-massa do elétron pode-se observar a trajetória circular do feixe eletrônico, formando um anel de luz, e a variação do raio da trajetória com o campo magnético aplicado. Em seguida na difração do elétron seu aspecto ondulatório pode ser diretamente observado. Na experiência de supercondutividade um magneto levita ao ser colocado sobre um composto cerâmico supercondutor resfriado a temperatura do nitrogênio líquido.

Com este intuito conta quatro linhas de atuação; 

(1) promoção de visitas de escolas públicas de ensino médio ao CBPF, segundo o programa Físico Por Uma Tarde. 
(2) desenvolvimento de experimentos com elevado teor de interatividade e importância histórica. 
(3) organização de programas de capacitação continuada de professores de ensino fundamental e médio. 
(4) participação de eventos externos ao CBPF, levando experimentos de grande interatividade com o público. 

A maior parte dos experimentos relacionados acima são explorados nas visitas de escolas do programa Físico Por Uma Tarde, pilar do programa de atuação do Laboratório Didático. Ao final de cada ano são abertas inscrições para as 34 vagas disponíveis, 16 das quais reservadas à escolas estaduais do Rio de Janeiro. As visitas tem duração de 3 horas e meia, com horários pela manhã (9 h) e a tarde (14 h). É dividida em três etapas. Inicia com um bate papo informal sobre Física, onde serão expostas também as principais linhas de pesquisa do Centro. Em seguida os visitantes realizarão experimentos e demonstrações, orientados por monitores. Os experimentos são divididos em quatro módulos temáticos: Luz, Elétron, Átomo e Aplicações. O número reduzido de alunos em cada módulo garante uma forte conexão do estudante com o fenômeno físico. Após esta etapa esses grupos são encaminhados a três laboratórios, previamente selecionados, com o intuito de visualizar o dia a dia da pesquisa em Centro de Excelência. Dentre as dezenas de laboratórios do CBPF os seguintes fazem parte do programa do Laboratório Didático: Laboratório de NanoTecnologia Laboratório Mossbauer, Laboratório de Materiais ExtraTerrestres, Laboratório de Supercondutividade, Laboratório de Free-Elétron-Laser, Laboratório de Correlação Angular, Laboratório de Ressonância Magnética Nuclear, Laboratório de Partículas Elementares e o próprio Laboratório Didático, que apresenta experimentos históricos de maior porte àqueles discutidos nos módulos temáticos da segunda etapa do evento.

Os responsáveis pelo Laboratório Didático são: Dr. André Massafferri (Coordenador), Dr. Sebastião Alves Dias, Dr. Henrique Lins e Barros, e Dr. Martin Makler (coordenador dos eventos externos).

  • Para entrar em contato envie um email para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. (cc: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.).
  • Para atividades de divulgação externa ao CBPF contacte Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. (cc: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.).
registrado em:
Fim do conteúdo da página