Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Turbulência em dutos e o problema da incrustação de sais em linhas de produção de petróleo

Luca Moriconi

Instituto de Física,

Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

 

 

Local: Auditório Ministro João Alberto Lins de Barros, no CBPF, à rua Dr. Xavier Sigaud 150, Urca, Rio de Janeiro (RJ)

Dia: 18 de setembro 2018 (terça-feira)

Horário: 16h

Entrada gratuita, sem necessidade prévia de inscrição. Público externo deve apresentar documento de identificação na portaria.

 

Luca Moriconi, do IF/UFRJ

(Crédito: Arquivo pessoal)

 

RESUMO:

Apresentaremos o Primate (Pipe rig for the investigation of magnetically affected turbulence in electrolytes), futura instalação do laboratório do Núcleo Interdisciplinar de Dinâmica dos Fluidos, do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-graduação e Pesquisa em Engenharia (Coppe), da UFRJ. Lá, serão realizados experimentos inaugurais no contexto da turbulência, para o estudo da dinâmica de estruturas vorticosas turbulentas em fluidos eletrolíticos submetidos à presença de campos magnéticos externos.

Para mostrar a relevância do experimento ao entendimento do (extremamente indesejado) fenômeno da incrustação em dutos, faremos diversas conexões com aspectos científicos fundamentais e metodológicos da dinâmica de fluidos ‒ tanto consolidados quanto ainda em evolução ‒ basilares para a implementação de aplicações inovadoras.

 

BREVE CV:

Fiz minha graduação e pós-graduação na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). No mestrado e doutorado, trabalhei em aplicações de teoria de campos à matéria condensada ‒ especificamente, no efeito Hall quântico ‒ com a sorte de ter ‘Jota-Jota’ Giambiagi, Jorge Silvio Helman e Carlos Aragão como supervisores (os dois primeiros no mestrado).

De 1993 a 1995, estive no Departamento de Física da Universidade de Princeton (EUA) como pós-doc, onde comecei a flertar com ‒ e trabalhar em ‒ turbulência, ainda no contexto da teoria de campo estatística. Em 1995, retornei ao Brasil com a bolsa de reintegração do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (bons tempos!) de pesquisador associado, ingressando no corpo acadêmico do Instituto de Física da UFRJ. Tornei-me professor naquela instituição em 1997.

Fui pesquisador associado do International Centre for Theoretical Physics (ICTP), em Trieste (Itália), por seis anos e professor visitante da Ecole Normale Supérieure de Lyon(França). Ao longo dos últimos 15 anos, tenho tido contato próximo com o grupo de turbulência experimental/numérica do Programa de Engenharia Mecânica da COPPE/UFRJ, com o qual temos colaborado em projetos de interesse comum.

 

Mais informações sobre o palestrante:

CV Lattes: http://lattes.cnpq.br/3501144610898659

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página