Sobre o CBPF

Quem somos e o que fazemos

O Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF) é uma das Unidades de Pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Localizado no bairro da Urca, no Rio de Janeiro, o CBPF desenvolve atividades em ciência básica, pesquisa tecnológica, formação de recursos humanos e divulgação de ciência para o grande público. A produção científica do CBPF é uma das maiores do país: com cerca de 70 pesquisadores, a instituição produz anualmente 300 artigos científicos, em média, publicados em revistas especializadas indexadas de alto impacto. Em 2013, o CBPF foi apontado pela Scimago (organização internacional que qualifica a pesquisa científica em várias instituições do mundo) como a instituição brasileira número 1 em qualidade de pesquisa e inserção internacional. A Pós-Graduação Acadêmica do CBPF, com mais de 50 anos de existência, é avaliada com a nota máxima da  Coodernação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (Capes) - 7,0. Mais de uma centena de estudantes de mestrado e doutorado se distribuem entre as diversas áreas experimentais e teóricas do CBPF, e outras centenas de ex-alunos egressos do CBPF estão presentes em várias instituições de ensino e pesquisa em quase todos os estados da União. O CBPF é sede do Labnano (Laboratório de Nanociência e Nanotecnologia), e conta com um dos mais bem equipados parques experimentais do país, com vários laboratórios multiusuários, e abertos à comunidade. O CBPF conta ainda com um Programa de Mestrado Profissional voltado à formação de recursos humanos altamente capacitados para atuar na indústria e em qualquer segmento que necessite de soluções tecnológicas. Este programa já resultou em vários pedidos de Propriedade Intelectual feitos por estudantes e pesquisadores do CBPF. A instituição tem ainda uma forte inserção social através de vários programas que atendem a professores e alunos de escolas públicas, em sua maioria. Anualmente, são mais de 1000 estudantes e professores que visitam o CBPF para assistir palestras, realizar experimentos de física moderna, e conhecer o dia-a-dia de laboratórios e Grupos de Pesquisa. O Programa de Vocação Científica do CBPF é voltado para o público infanto-juvenil e mantém dezenas de estudantes do Ensino Médio desenvolvendo projetos individuais de pesquisa, sob a orientação de pesquisadores e tecnologistas do CBPF. 

Endereço

Rua Dr. Xavier Sigaud, 150 - Urca - Rio de Janeiro - RJ - Brasil - CEP: 22290-180


Exibir mapa ampliado

História

O CBPF foi fundado em 15 de janeiro de 1949 por um grupo de cientistas brasileiros e de pessoas interessadas no desenvolvimento científico do país, dentre eles Cesar Lattes, José Leite Lopes, e Jaime Tiomno. Sua primeira sede foi em um edifício na rua Álvaro Alvim, mudando-se dois anos depois para instalações maiores dentro do campus universitário da Praia Vermelha. Foi criado como Sociedade Civil sem fins lucrativos, obtendo recursos para financiar suas atividades através de doações de particulares e de dotações orçamentárias concedidas pela Câmara de Federal de Deputados, pela Câmara de Vereadores do DF (então no Rio de Janeiro), pela Confederação Nacional da Indústria e também por agências de financiamento à pesquisa e ao ensino superior que foram sendo constituídas ao longo dos anos. Recebeu um auxílio importante da Fundação Ford para recompor o acervo bibliográfico perdido num incêndio ocorrido em 1958. A partir de 1976 passou a fazer parte do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), como um de seus institutos, passando esse órgão a assumir seu custeio. Passaram pelo CBPF importantes nomes da Física mundial, como Richard Feynman (Nobel de Física de 1965), Léon Rosenfeld (colaborador de Niels Bohr, e criador do termo "lépton"), e Guido Beck (assitente de Werner Heisenberg), dentre outros.

cbpf

Contato

Tel.: +55 (21) 2141-7100 - Fax: +55 (21) 2141-7400 

Estrutura Organizacional

As atividades de pesquisa do CBPF, experimentais e teóricas, são desenvolvidas por grupos de pesquisas em coordenações, conforme o diagrama de fluxo abaixo. Para garantir a qualidade da produção científica do instituto, além de uma coordenação de administração, existem três coordenações de apoio à pesquisa: de Atividades Técnicas, que é responsável pelo apoio e desenvolvimento da infra-estrutura experimental e de computação; de Formação Científica, responsável pelos cursos de Pós-Graduação (Mestrado e Doutorado) e a de Documentação e Informação Científica, responsável pela biblioteca e pela divulgação da produção científica e editorial da instituição. A administração geral do CBPF é conduzida por uma Diretoria e um Conselho Técnico-Científico, formado por 3 membros internos e 4 externos.

COCI DIR CTC COTEO COHEP COMAN COSMO COINS COEDU COTEC COADM SELIC SECOF SEMAP SEGEP

Plano Diretor

O Plano Diretor do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas para o período de 2011 a 2015 resulta de uma criteriosa avaliação do texto do Plano Diretor implementado no quinquenio anterior, realizada pela equipe de Planejamento Estratégico, e procura integrar a experiência adquirida pela instituição não só ao longo de sua existência, mas também na execução do PDU 2006-2010, com os cenários atuais e aqueles que já se delineiam para o desenvolvimento da ciência e tecnologia no País e no mundo. 

Além das Diretrizes Institucionais, traduzidas em metas e objetivos estabelecidos em consonância com o Plano de Ação do Ministério da Ciência e Tecnologia para os próximos anos, propõe-se a execução de três projetos estruturantes: Implantação do Laboratório de Instrumentação Científica, Criação do Centro de Processamento de Alto Desempenho, em parceria com o LNCC e o ON, e Instalação de uma subunidade no Estado do Pará. 

Veja o documento completo aqui [PDF]..

Termo de Compromisso de Gestão (TCG)

O Termo de Compromisso de Gestão (TCG) é um instrumento firmado anualmente entre o Centro Brasileiro de Pesquisas (CBPF) e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) no qual estão estabelecidas as metas a serem alcançadas pela instituição no período de vigência. Desde 2006, os objetivos, metas, diretrizes de ação e projetos estruturantes do Plano Diretor da Unidade (PDU) também passaram a integrar o TCG.

 Veja o documento aqui [PDF].

Indicadores de Produção

Em 2000 o CBPF, antes vinculado ao CNPq, passou à gestão direta do então Ministério da Ciência e Tecnologia. A partir daí foi instituída uma sistemática de avaliação periódica da instituição.

Com a implementação do Termo de Compromisso de Gestão (TGC) em 2002, documento firmado anualmente entre os institutos e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), que estabelece as metas a serem alcançadas pela instituição no seu período de vigência, além dos objetivos, diretrizes de ação e projetos estruturantes do Plano Diretor da Unidade (PDU) para o quinquênio, o instrumento de avaliação passou a ser o Relatório Anual do Termo de Compromisso de Gestão.

Avaliações Institucionais - Histórico
Relatório da Comissão de Física Brasileira
- Relatório Anual do Termo Compromisso de Gestão
  2010        2011        2012        2013        2014        2015