Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

CBPF sediará encontro do ‘BRICS Astronomy’ a partir deste domingo

Publicado: Quarta, 25 de Setembro de 2019, 17h28 | Última atualização em Quarta, 25 de Setembro de 2019, 17h33 | Acessos: 282

Em encontro que ocorre a partir deste domingo (29/09), no Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), no Rio de Janeiro (RJ), o Brasil vai propor a criação de uma rede global de observatórios astronômicos de países do BRICS.

Esta edição do ‘BRICS Astronomy Working Group (BAWG) and Multi-messenger and Multi-wavelength Astronomy Workshop’ se estenderá até o próximo dia 02 de outubro, com a participação de pesquisadores e autoridades dos cinco países que compõem o grupo: Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

Um dos objetivos do encontro – que a cada ano ocorre em um dos cinco países ‒ é promover ações que incentivem a integração e colaboração entre as comunidades de astronomia de seus membros.

A ideia da rede que será proposta é reunir dezenas de telescópios dos países integrantes e coletar informações na forma ‘astronomia multimensageiro e multibanda’, isto é, equipamentos diferentes (satélites, telescópios etc.) observando simultaneamente um mesmo evento astronômico.

O Brasil irá propor que os dados coletados pela rede do BRICS sejam abertos, nos moldes já empregados pelo Open Universe, projeto que tem o apoio da Organização das Nações Unidas e que pretende reunir, em um só banco virtual, dados observacionais das ciências espaciais de todo o mundo.

O CBPF é uma das instituições fundadoras do Open Universe junto à ONU e é a responsável pela iniciativa no Brasil.

 

Cartaz do evento que ocorre no CBPF

(Crédito: Divulgação/BAWG 2019)

 

Grande impacto

“Os países do BRICS têm um cenário bastante rico de observatórios de médio e pequeno porte, principalmente ópticos, que, funcionando de maneira cooperativa, em rede, podem ser de grande impacto internacional, em particular na pesquisa de transientes astrofísicos”, disse Ulisses Barres de Almeida, pesquisador do CBPF e um dos organizadores do evento.

Para Almeida, um dos aspectos atrativos para uma rede com essas características é que seus objetivos podem ser alcançados com poucos recursos adicionais, aproveitando infraestrutura já existente e tornando-a mais produtiva por meio da colaboração internacional. Além do mais, enfatiza o pesquisador, será um dos grandes projetos científicos de cooperação multilateral entre os BRICS na área espacial.

“A organização dessa rede é o objetivo principal do encontro e será viabilizada com o uso de tecnologia de dados e ciência da informação que estamos desenvolvendo no CBPF para o Open Universe", completou Almeida.

Esta é a 5ª reunião e a 4ª oficina de ciências promovidas pelo BAWG. Está prevista a realização de mesa-redonda na terça-feira (01), além de sessão fechada no último dia do evento (02), pela manhã.

O secretariado do BAWG está com a África do Sul. Do Comitê de Organização Científico, participam pesquisadores dos cinco países. Além de Almeida, do CBPF, o Comitê de Organização Local tem como membros: Bruno Castilho e Giuliana Capistrano, do Laboratório Nacional de Astrofísica, em Brazópolis (MG), e Carlos Alexandre Wuensche, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, em São José dos Campos (SP).

 

Cassia Ramos

Núcleo de Comunicação Social

CBPF

 

SERVIÇO:

Evento: ‘BRICS Astronomy Working Group (BAWG) and Multi-messenger and Multi-wavelength Astronomy Workshop’

Data: 29/09 a 02/10

Horário: Domingo (29), a partir das 17h; 2ª e 3ª, das 9h às 17h30; 4ª, das 9h às 13h (sessão fechada)

Local: Auditório Ministro João Alberto Lins de Barros, no CBPF, à rua Dr. Xavier Sigaud 150, Urca, Rio de Janeiro (RJ)

Entrada: gratuita, sem necessidade de inscrição prévia (Público externo deve apresentar documento de identificação na portaria)

Encontro: http://lnapadrao.lna.br/eventos/brics-astronomy-working-group-2019

Grupo: https://www.bricsastronomy.org/

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página