Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Temas da 3ª edição de ‘Ciência e Democracia’ esquentam noticiários

Publicado: Sexta, 06 de Setembro de 2019, 17h24 | Última atualização em Quarta, 11 de Setembro de 2019, 16h47 | Acessos: 327

Os temas da 3ª edição do ‘Ciclo Ciência e Democracia’ ‒ Mudanças climáticas e aquecimento global: negando a catástrofe, inviabilizando o futuro ‒ estão tomando conta do noticiário no Brasil e exterior, por causa, principalmente, das queimadas e do desmatamento na Amazônia. O evento ocorre no próximo dia 12 de setembro (quinta-feira), a partir das 14h, no Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), no Rio de Janeiro (RJ). A mesa ‒ mediada por um jornalista da área de ciência ‒ contará com presença de acadêmicos.

Esta terceira edição mantém os objetivos gerais propostos para o ciclo: analisar e debater grandes temas da atualidade, como violência (edição inaugural, em 12/06 último), educação (26/06), drogas, feminicídio etc.

 

Participações

Os trabalhos da mesa serão mediados por Bernardo Esteves, doutor em historia da ciência pelo HCTE/UFRJ (Programa de Pós-graduação em Historia das Ciências e das Técnicas e Epistemologia, da Universidade Federal do Rio de Janeiro), jornalista especializado na cobertura de ciência da revista Piauí e autor do livro Domingo é dia de ciência.

Os temas e os participantes da mesa serão os seguintes:

‒ ‘Evidências científicas das mudanças climáticas: inequívoco’, por Andréa Souza Santos, doutora em engenharia pela Coppe (Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-graduação e Pesquisa de Engenharia) da UFRJ ‒ onde é professora adjunta ‒, secretária executiva do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas, chapter scientist do Grupo de Trabalho III do IPCC (Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas);

‒ ‘Política internacional das mudanças climáticas’, por Carlos Roberto Sanchez Milani, doutor em estudos do desenvolvimento pela Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais (EHESS, Paris), professor associado do IESP/UERJ (Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro) e coordenador do Labmundo (Laboratório de Análise Política Mundial);

O depoimento ficará por conta do físico Ricardo Galvão, ex-diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e do Centro Brasileiro de Pesquisas Física (CBPF). O tema de sua fala será o embate recente que teve com o governo federal na questão do monitoramento do desmatamento da Amazônia. Galvão é doutor em física pelo MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts, EUA), professor titular do Instituto de Física da Universidade de São Paulo, ex-presidente da SBF (Sociedade Brasileira de Física) e membro da ABC (Academia Brasileira de Ciências).

 

(Crédito: Deborah Miranda)

 

Quarta edição

O ciclo, que ocorre no auditório Ministro João Alberto Lins de Barros, foi idealizado e é organizado pela física teórica Ligia M. C. S. Rodrigues, pesquisadora aposentada do CBPF.

Cada um dos participantes terá 20 minutos para uma intervenção inicial, inclusive o depoimento. Ao fim das falas, será aberta sessão de debate com a plateia.

Serão divulgados em breve detalhes da 4ª edição do ‘Ciclo Ciência e Democracia’, cujo tema e data serão definidos pela organização do evento.

 

SERVIÇO:

Evento: Ciclo Ciência e Democracia III

Tema: ‘Mudanças climáticas e aquecimento global: negando a catástrofe, inviabilizando o futuro’

Dia: 12 de setembro (quinta-feira)

Local: Auditório Ministro João Alberto Lins de Barros, no CBPF, à rua Xavier Sigaud 150, no bairro da Urca, no Rio de Janeiro (RJ).

Horário: a partir das 14h

Entrada gratuita. Público externo deve apresentar documento de identidade na portaria.

 

 

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página