Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

CBPF chega ao 1.000º trabalho de conclusão de sua pós-graduação

  • Publicado: Segunda, 13 de Maio de 2019, 17h36
  • Última atualização em Segunda, 13 de Maio de 2019, 17h50
  • Acessos: 457

No próximo dia 21, no Rio de Janeiro (RJ), quando uma pós-graduanda estiver defendendo sua dissertação de mestrado em física teórica, o Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF) estará somando fato importante à sua história: a conclusão do 1.000o trabalho de conclusão de sua pós-graduação.

“O CBPF alcança esse marco no ano em que completa 70 anos, quando também está próximo de completar 60 anos do início de seu programa de pós-graduação em física. Isso foi alcançado graças à dedicação de seu corpo discente, dos pesquisadores e orientadores e do apoio técnico. Em resumo, da instituição, que sempre defendeu e apoiou o programa como pedra fundamental para a excelência da pesquisa que aqui se realiza”, disse João Paulo Sinnecker, pesquisador titular e coordenador da Coedu (Coordenação de Formação Científica) do CBPF.

“Fico feliz, como pesquisador do CBPF e como coordenador do programa, de poder participar deste momento”, completou o físico experimental especializado na área de magnetismo.

A dissertação será defendida por Daniela Leite, às 10h, no auditório do 6º andar do Edifício César Lattes, no CBPF. Tema: isolantes topológicos desordenados. Isolantes topológicos são materiais que têm propriedades exóticas: por dentro, são maus condutores de eletricidade; por fora, supercondutores, ou seja, conduzem corrente elétrica sem dissipar calor. O orientador de Daniela é Tobias Micklitz, físico teórico e pesquisador do CBPF.

No próximo dia 1 de junho, Daniela embarca para o Instituto Max Planck de Sistemas Inteligentes, em Tübingen (Alemanha), para seu doutorado. Lá, terá como orientadora a pesquisadora Caterina De Bacco. Ela vai com um contrato de trabalho de três anos, prorrogável por mais um ano.

 

Palavras que mais aparecem nos títulos dos mestrados e doutorados do CBPF

(Crédito: J. P. Sinnecker/CBPF)

 

Nuvem de palavras

Para comemorar a 1.000a tese/dissertação do CBPF, Sinnecker preparou uma ‘nuvem de palavras’ (word clouds) que traz os termos que mais aparecem nos títulos desses trabalhos de conclusão, iniciados, no CBPF, ainda em 1965, com uma dissertação de mestrado e, no ano seguinte, com uma tese de doutorado. Estes foram o primeiro mestrado e doutorado formais da física defendidos no Brasil.

A nuvem inclui as dissertações do mestrado profissional, outro programa de pós do CBPF.

 

Mais informações:

Pós-graduação CBPF: https://portal.cbpf.br/pt-br/pos-graduacao/programa-academico

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página